História

Início
Areeiro
História

A Freguesia do Areeiro resulta da agregação de duas freguesias: Alto do Pina e São João de Deus. A união destas duas Freguesias advém da reorganização administrativa do concelho de Lisboa, que ocorreu em novembro de 2012. Em outubro do ano seguinte, ocorreu a formalização desta nova ordem administrativa após o ato eleitoral para as autarquias, de onde emanaram os novos órgãos. Mas antes de estarem unidas, estas Freguesias já contavam com larga História.

 

 

 

ALTO DO PINA

A Freguesia do Alto do Pina foi constituída a 7 de fevereiro de 1959 pelo reordenamento administrativo das freguesias de Lisboa, através de áreas retiradas às Freguesias de Arroios, Penha de França e Beato. Contudo, a sua história remonta aos séculos XIV/XV, aquando do reinado de D. João I, em que começaram a surgir os primeros agregados populacionais, que se dedicavam à agricultura. Já no século XVIII, com a reconstrução da cidade de Lisboa, após o terramoto, fidalgos e burgueses começaram a procurar esta zona para construir as suas casas de campo e ter as suas quintas. Uma delas deu mesmo nome à Freguesia, a do Pina. Já no século XX, a Câmara Municipal de Lisboa escolheu a Vila dos Pacatos para ali instalar um bairro para os seus empregados (Bairro Carmona). Uma dessas casas foi a sede da Junta de Freguesia do Alto do Pina e é atualmente a delegação da Freguesia do Areeiro. As azinhagas e caminhos que serpenteavam as quintas férteis deram lugar ao prolongamento da Av. Almirante Reis, o Bairro dos Actores e a Praça do Areeiro (atual Praça Francisco Sá Carneiro), entre outras.

Foi já na década de 30 do século XX que, pela mão do Engenheiro Duarte Pacheco, ministro das Obras Públicas e Presidente da Câmara de Lisboa, que se deu o prolongamento da Av. Almirante Reis até à Praça do Areeiro, nascendo então a Alameda D. Afonso Henriques. Aí, os lisboetas podiam contemplar a Fonte Monumental, a maior da Europa na época, criada para comemorar a entrada das águas do vale do Tejo na cidade de Lisboa.
 

SÃO JOÃO DE DEUS

Também a Freguesia de São João de Deus surgiu com a reforma administrativa de 7 de fevereiro de 1959, mas os seus bairros já tinham uma existência anterior. A zona tal como a conhecemos atualmente nasceu ainda na década de 30 pela mão do arquiteto Faria da Costa. Os projetos de habitação ficaram a cargo de dois jovens arquitetos. A primeira parte do plano teve início em 1940, com a construção dos edifícios da Avenida de Paris e Praça Pasteur. Mais tarde surgiram os prédios da Avenida João XXI, nome atribuído em homenagem ao único Papa português, e Avenida Presidente Wilson. A construção destes bairros foi calculada pelo município de Lisboa, através dos planos de expansão da cidade, afim de evitar o crescimento desordenado e a arquitetura de má qualidade. A Câmara era responsável não só pelos traçados urbanos, mas também pela venda de lotes de terreno. Os projetos de construção respeitaram sempre um princípio da harmonia de todo o plano. Os nomes das suas ruas, praças e avenidas surgiram por mão da Câmara Municipal que procurou dar algum cosmpolismo e tornar Lisboa uma cidade mais europeia.

A Freguesia do Areeiro é hoje uma freguesia que combina o espaços cosmopolitas com bairros históricos cheios de vida e de gentes que são o coração e a alma da Freguesia.